• CETKV
  • CETKV

revista

TKV

versão online desde 2017

Fotos: Gabriela Rocha e Carol Fig

v.2, nº3 / 2018

revista semestral

Terceira 

Edição

ISSN 2594-5203 / 10.17648/revistatkv-3 

Baixe o PDF da

revista na íntegra

Leia online: 

Seção POÉTICAS

"Cia. Corpocena - 10 anos: Cartografia de uma poética de resistência"

Por Cristiane Santos e Valquíria Vieira

"33 apontamentos sobre a máscara numa perspectiva expandida"

Por Felisberto Sabino da Costa

"Relatos de um corpo em construção"

Por Bia Miranda

Ilustração e vídeo: Gabriela Rocha

Seção MONOGRAFIAS

"A preparação do aluno-ator por meio da Técnica Klauss Vianna: autonomia e criação." 

Por Livia Vilela Taveira

Orientação: Profª. Drª. Neide Neves

​"A Técnica Klauss Vianna como referência investigativa para a arte de contar histórias."

Por Hemilin de Andrade Faustino

Orientação: Profª. Drª. Neide Neves

Editorial

por Camila Soares e Livia Vilela

        A terceira edição da Revista TKV traz trabalhos que versam sobre a Técnica Klauss Vianna em conexão com a pesquisa prática e/ou teórica, apresentando uma aproximação com o Teatro e Contação de Histórias em seus possíveis desdobramentos e fricções. 

 

        Teatro e Contação de Histórias são feitos de relações - com o texto, com o outro, com a luz, com o tema, com o espectador, com a vida - e essas relações podem gerar outros estados de corpo. A transmissão de uma história gera empatia, cumplicidade, e, sobretudo, debate. 

 

        As práticas discutidas nesta edição fundamentam-se em modos de comunicar-se, de emitir e receber. Neste fluxo é que os conhecimentos são elaborados. É na prática destas ações que se aprende a comunicar e ouvir a comunicação do outro, e consequentemente, a dialogar e debater. Hoje, mais do que nunca, acreditamos na importância educativa das práticas de escuta e comunicação.

 

        A tradição oral observada tanto no Teatro como na Contação de Histórias possui uma dimensão sensível que se elabora à medida em que o ator, ou o contador de histórias, se faz presente em relação com o entorno. Aprender a contar uma história é também aprender a ouvir, a inventar, é entrar em contato com as diferenças. Tomar conhecimento fortalece. Seja para endossar, seja para contrapor. 

 

        Ao mesmo tempo, aproveitamos o ensejo para lançar uma nova seção da revista: Poéticas. Um espaço reservado para ensaios fotográficos, poesias, registros de processos criativos em diferentes estágios de desenvolvimento e materiais que não cumprem com o formato textual acadêmico das seções anteriores, mas que são considerados condizentes com a prática da Técnica Klauss Vianna. 

 

        Boa leitura!