PEGADAS DA TÉCNICA KLAUSS VIANNA NO CAMINHO DA CARTÓGRAFA

Ceres Vittori Silva

revistatkv-v2n10-5

10.4322

/

Neste artigo trago pistas dos processos da Técnica Klauss Vianna - TKV e da
Cartografia. Pontos de encontro que identifico em minhas vivências profissionais,
experimentando o corpo como território de passagem e criação. Em Klauss Vianna
ancoro as perspectivas de consciência e movimento, e lanço o corpo da cartógrafa
numa viagem que considera pegadas de materialidade cênica, dramaturgia corporal
e palavra como indissociáveis. Partindo deste aspecto, estendo as singularidades
desejadas - baseadas na fratura e recomposição – na direção do devir: avançar nos
sentidos do corpo e do movimento, acreditando que a cartografia é a vida das palavras e a TKV é sempre criação, onde o corpo em movimento consciente é o
território que permite ao cartógrafo se desterritorializar.